Quinta, 21 de junho de 2018
51985292179
Giro Nacional

12/01/2018 ás 18h25

Moises Pacheco

Gravataí / RS

Facebook dará prioridade a famílias e amigos no 'feed de notícias'
.
Facebook dará prioridade a famílias e amigos no 'feed de notícias'

O Facebook iniciou a maior reforma de conteúdos em sua rede dos últimos anos. Agora o feed de notícias de cada usuário dará prioridade às publicações compartilhadas por familiares e amigos, deixando famosos, marcas e meios de comunicação em segundo plano. A rede social fez o anúncio na quinta-feira à noite, após vários meses de teste em seis países - entre eles Guatemala e Bolívia - com a vontade declarada de privilegiar o bem-estar dos internautas.


Concretamente, as fotos, os links e comentários publicados por amigos e conhecidos permanecerão visíveis no feed, diferentemente dos elementos procedentes de páginas que os usuários curtiram, que estarão menos presentes. Este novo sistema deve permitir favorecer as interações e as relações pessoais entre os usuários, explica à AFP John Hegeman, responsável pelo feed de notícias no seio do grupo.


"É uma grande mudança", destaca. "De fato, as pessoas vão passar menos tempo no Facebook, mas isso nos convém porque tornará o tempo que passam mais precioso e, no final das contas, será bom para nossa atividade". O Facebook considera, por exemplo, que uma foto de família tem mais valor para um usuário do que o vídeo de uma celebridade, ou a propaganda de uma marca de roupa.


Este novo funcionamento preocupa os meios de comunicação, que veem os conteúdos divulgados em seus perfis relegados a um segundo plano e temem importantes consequências em sua capacidade de chegar aos leitores, a menos que os patrocinem no feed de notícias pagando uma tarifa. Nos países onde foi realizado o teste em outubro, os meios observaram uma queda importante de visitas em seus sites procedentes do Facebook.


Em um artigo publicado em meados de outubro no site medium.com, o jornalista eslovaco Filip Struharik, encarregado de redes sociais para o jornal Dennik N, considerava que os 60 principais sites de meios de comunicação do país haviam percebido uma redução à metade dos conteúdos com "curtir", compartilhados, ou comentados. "O tráfego nos sites dos principais jornais eslovacos não evoluiu significativamente por terem muitos leitores regulares, uma página de início forte, notificações (...), mas já vemos uma queda do tráfego nos sites de meios menos importantes", detalhou.


O Facebook, assim como o Twitter, recentemente foi criticado por ter deixado sobressair informações falsas como os conteúdos publicados pelos russos durante a campanha presidencial americana em 2016. Mas o problema pode persistir, dado que o novo funcionamento do feed de notícias não relega a um segundo plano os artigos e vídeos compartilhados por amigos, que continuam sendo a primeira causa das informações falsas se tornarem virais nas redes sociais.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium