Segunda, 23 de abril de 201823/4/2018
51985292179
Claro
18º
17º
29º
Gravatai - RS
Erro ao processar!
p223
GIRO PELO RIO GRANDE DO SUL
RS | Sindicato de Caxias do Sul não aceita negociar com Havan antes de contratações
.
Moises Pacheco Gravataí - RS
Postada em 05/04/2018 ás 13h40
RS | Sindicato de Caxias do Sul não aceita negociar com Havan antes de contratações

O Sindicato dos Empregados no Comércio (Sindicomerciários) de Caxias do Sul encaminhou, na última semana, resposta à solicitação da rede catarinense Havan sobre negociações envolvendo as contratações para abertura da megaloja às margens da RS-453, no acesso ao bairro Cidade Nova. O prédio da antiga Cesa já começou a ser demolido e, para iniciar as obras, depende de licenças. Agora, também enfrenta problemas para negociar com o sindicato.


Em Caxias, a Havan abrirá por meio de uma parceria feita com a Comercial Zaffari, que opera sob a bandeira Stock Center. O Sindicomerciários respondeu que não aceita interceder na questão enquanto a empresa não se estabelecer de fato, não efetuar qualquer contratação e enquanto a convenção coletiva atual estiver em vigor. A posição foi menos incisiva, no entanto, do que em Passo Fundo, onde o sindicato afirmou que a negociação está encerrada.


Segundo o presidente do sindicato de Caxias, Sílvio Frasson, não há como liberar a abertura do comércio em feriados em que o fechamento já foi previamente acordado, antes da data base de julho da convenção. Acrescentou que fazer negociação diferente só para a Havan está descartado. No entanto, o assunto deverá ser levado para as assembleias com os trabalhadores que serão realizadas a partir de maio.


— Minha posição é de não abrir em todos os feriados, porque vai atingir toda a categoria e eu não sei se ela está disposta a trabalhar o ano inteiro — adiantou Frasson.


O sindicalista relembrou que a polêmica envolvendo a abertura de feriados provocou discussão judicial no ano passado com os supermercados e acrescentou que outros empreendimentos, que inicialmente tinham intenção de abrir em todos os domingos, como shoppings e outras megalojas, acabaram se adaptando à convenção.


A coordenação do Sine de Caxias foi procurada pelo departamento de recursos humanos da rede Havan. O grupo catarinense manifestou interesse em contar com a intermediação do órgão na mão de obra, porém disse que aguarda definições do sindicato antes de iniciar o processo.


Na manhã desta quinta (5), interlocutores da Havan tinham uma nova reunião com o Sindicomerciários para discutir o assunto. São previstas cerca de 150 vagas para a Havan e outras 180 para a rede Stock Center.


Licenças para a obra


Enquanto discute questões trabalhistas, a Havan também encaminha os trâmites para as obras. De acordo com a secretária municipal de Urbanismo, Mirangela Rossi, a prefeitura já foi comunicada que o projeto do Plano de Prevenção contra Incêndio (PPCI) foi aprovado. A secretaria já fez uma primeira avaliação no projeto arquitetônico e pediu correções da ventilação e iluminação.


Ainda estão pendentes a correção na matrícula do terreno em função de divergências sobre medidas da área de 41 mil metros quadrados, elaboração do projeto de impacto de trânsito e do projeto de gerenciamento de resíduos sólidos da construção civil, a resposta do Daer sobre o alinhamento para a elaboração do projeto para o impacto de trânsito e a aprovação do plano hidrossanitário pelo Samae.


Posição de entidade empresarial


A Câmara de Dirigentes Lojistas se manifestou oficialmente nesta semana em favor do novo empreendimento. Segundo o presidente, Ivonei Pioner, a marca Havan deve atrair consumidores de outras cidade, assim como outros grandes empreendimentos já fizeram em Caxias do Sul. Segundo ele, isso vai movimentar toda uma cadeia, como da rede de postos de combustíveis, restaurantes e demais negócios que seriam beneficiados com o aumento do movimento.

FONTE: http://pioneiro.clicrbs.com.br/rs/noticia/2018/04/sindicato-de-caxias-do-sul-nao-aceita-negociar-com-havan-antes-de-contratacoes-10244521.html
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium