Segunda, 16 de julho de 2018
51985292179
Giro Policial

11/04/2018 ás 14h56 - atualizada em 11/04/2018 ás 15h02

Moises Pacheco

Gravataí / RS

RS | Operação apreende 40 toneladas de sucata em desmanche no interior
Texto: Asscom/SSP Edição: Gonçalo Valduga/Secom
RS | Operação apreende 40 toneladas de sucata em desmanche no interior

A 62ª edição da Operação Desmanche ocorreu, nesta quarta-feira (11), em Passa Sete, na região do Vale do Rio Pardo. Um estabelecimento foi interditado pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RS) por atuar de forma irregular e aproximadamente 40 toneladas de sucata automotiva recolhidas. A Desmanche foi designada pelo governador José Ivo Sartori para atuar na fiscalização de estabelecimentos ilegais.


O coordenador adjunto da força-tarefa, Anderson Campos, destacou que as ações serão intensificadas no interior, com o objetivo de reduzir os índices de criminalidade. "Estamos expandindo a operação atingindo regiões mais distantes da capital, atuando de forma efetiva em todo o RS para coibir a prática de desmanche de veículos", informou.


Desde a primeira edição, a operação resultou na interdição de 98 locais em 34 municípios. Também apreendeu cerca de cinco mil toneladas de sucata automotiva.


Trabalho integrado


A operação integra esforços da Polícia Civil (PC), da Brigada Militar (BM), do Instituto-Geral de Perícias (IGP) e do Detran/RS. Além disso, as peças apreendidas são encaminhadas à Gerdau, que, a partir da parceria com o Estado, as recicla para transformá-las em material de trabalho. 


A ação já passou por 34 municípios: Passa Sete, Candelária, Curumim, Soledade, Santa Maria, Carlos Barbosa, Sapiranga, Eldorado do Sul, Erechim, Guaíba, Porto Alegre, Cachoeirinha, Portão, Gravataí, Viamão, Sapucaia do Sul, Canoas, Novo Hamburgo, Montenegro, Pelotas, São Sebastião do Caí, Estrela, Parobé, Esteio, Alvorada, Camaquã, Caxias do Sul, Arroio dos Ratos, Capão da Canoa, Torres, São Leopoldo, Almirante Tamandaré do Sul, Rio Pardo e Sarandi.


Consulta a peças


O consumidor pode ajudar a desestimular o comércio ilegal de peças, comprando somente em empresas credenciadas no Detran/RS. Essas empresas têm na fachada o logotipo do órgão. Além disso, cada peça é vendida com código de barras e nota fiscal eletrônica. Também é possível consultar no site do Detran RS a relação de empresas credenciadas e fazer uma busca por peças e por município. Nos chamados Centros de Desmanches de Veículos (CDVs), além da garantia de origem lícita, as peças passam pelo aval de um responsável técnico, que atesta as condições de segurança.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium