Quarta, 20 de junho de 2018
51985292179
Giro Especial

05/06/2018 ás 14h22 - atualizada em 05/06/2018 ás 14h24

Moises Pacheco

Gravataí / RS

Pesquisa aponta que quatro em cada dez brasileiros não separam o lixo orgânico do reciclável
A pesquisa foi realizada pelo Ibope
Pesquisa aponta que quatro em cada dez brasileiros não separam o lixo orgânico do reciclável

Quatro em cada dez brasileiros (39%) dizem não separar o lixo orgânico do reciclável e 76% não fazem a separação por tipo de material, revelou uma pesquisa do Ibope divulgada nesta terça-feira (05), Dia do Meio Ambiente. Quase um terço (28%) não sabe identificar por cores as lixeiras para coleta seletiva.


Apesar disso, 88% concordam totalmente que a forma correta de descartar o lixo é separando os materiais que podem ser reciclados, e 95% acham que a reciclagem é importante para o futuro do planeta. Ainda que 56% dos ouvidos afirmem que existe coleta seletiva nas suas cidades, 50% dizem não utilizar nenhum serviço desse tipo.


Um outro estudo divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada) no ano passado revelou que uma parcela de 13% do lixo sólido é reciclada no País, mesmo que 30% a 40% desses resíduos sejam recicláveis.


Desinformação


Ainda segundo o estudo, 45% dos entrevistados têm alguma dificuldade em encontrar informações sobre coleta seletiva onde moram e 39% também têm alguma dificuldade para encontrar informações sobre reciclagem nos rótulos dos produtos. “Em todos esses índices, aqueles que separam o lixo têm maior nível de informação do que os que não separam, apontando problemas de informação”, destacou Soraia Amaral Silva, gerente de atendimento e planejamento do Ibope Inteligência.


Além disso, 59% dos pesquisados dizem saber pouco ou nada sobre reciclagem e 65% afirmam o mesmo sobre a coleta seletiva. Outros 26% concordam total ou parcialmente que o lixo não é mais um problema seu depois que ele é jogado fora. A desinformação, porém, não é o único obstáculo, pondera Soraia. A pesquisadora destaca que existe um “caminho entre informação e ação”, percorrido por cada indivíduo de acordo com as razões culturais ou senso de coletividade.


“A distância entre informação e ação pode ser vista, por exemplo, na concordância com a frase ‘Um canudo a mais não fará diferença no mundo’: 79% dos que separam o lixo discordam da frase, versus 69% dos que não separam. Há diferença no nível de informação/consciência, mas a maioria em ambos os grupos discorda que não haja impacto, mas na hora da ação em suas casas têm posturas diferentes”, diz. O levantamento ouviu 1,8 mil pessoas por telefone, entre 25 e 30 de maio, e foi encomendado pela Ambev.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Giro Especial

Giro Especial

Blog/coluna Giro Especial; Assuntos pertinentes aos leitores
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium